Histórico

O movimento que deu origem à Apcef/MS começou em 1977, com a divisão do Estado do Mato Grosso e a fundação do Estado de Mato Grosso do Sul. A Caixa Econômica Federal passou a reestruturar os trabalhos em Campo Grande e muitos funcionários de Cuiabá foram transferidos para a recém-criada capital sul-mato-grossense.

Um desses funcionários, o então gerente Cícero Alves Gusman, era vinculado à Apcef de Cuiabá/MT e coordenou um grupo de trabalho para criação de um espaço de lazer para os bancários da Caixa de Mato Grosso do Sul. A partir da doação de um terreno realizada pela própria Caixa, esse grupo de trabalho elaborou um projeto para iniciar a construção do que hoje é o clube de campo da Apcef/MS.

Com base neste primeiro projeto, foram construídos a piscina, o bar e instalados o campo de futebol e a caixa d’água. Naquela época, entre os anos de 1981 e 1983, a Apcef era considerada um anexo da unidade de Cuiabá. 

Em 1984, os funcionários da Caixa decidiram fazer as primeiras eleições, possibilitando a fundação da Apcef/MS no dia 1 de junho de 1985, em uma cerimônia realizada no clube de campo da associação. A partir de então, o local foi estruturado e novas instalações foram construídas com a contribuição dos associados.

Hoje, a Apcef/MS conta com aproximadamente 350 associados ativos e 250 aposentados. A entidade possui a sede campestre em Campo Grande e subsedes em Dourados e Aquidauana. 

O objetivo da Apcef/MS é representar e defender os interesses de seus associados; além de prestar assistência social, financeira e técnico-profissional de qualquer área a seus sócios efetivos.

Pensando no bem-estar dos empregados da Caixa, a Apcef/MS também tem a missão de incentivar, desenvolver e implementar programas e/ou atividades assistenciais, sociais, culturais, esportivas, de relações do trabalho, lazer e outras de interesse do corpo associativo.

A Apcef/MS teve participação importante em diversos movimentos de defesa dos empregados, como a luta pela jornada de seis horas, direito à sindicalização, entre outras ações da categoria. A entidade busca manter intercâmbio com outras associações, sindicatos, federações e confederações que representam os bancários, além de desenvolver e incrementar meios de comunicação, formação e informação dos associados.

Vejam um pouco da nossa história